Plano de carreira: saiba como crescer na sua empresa

Saiba como ter um plano de carreira e crescer na sua empresa, acompanhe o texto até o fim e fique por dentro do assunto.

O rh estratégico tem como objetivo trabalhar em prol das metas da companhia, fazendo com que ela se torne uma autoridade em seu nicho e que possa ser capaz de atrair e fidelizar alguns dos maiores talentos do setor. Trata-se, portanto, de uma área da empresa focada em operações e tarefas diárias.    

O desenvolvimento de estratégias que envolvam o material humano da empresa, desde o processo de recrutamento até o crescimento de cada funcionário, são funções do rh estratégico. O desejo final, percebemos, é instrumentalizar os colaboradores e permitir que a sua capacidade seja aproveitada ao máximo.

Para trabalhar a autoestima, o senso de importância e a produtividade dos funcionários, não é incomum que a empresa ofereça, além de um espaço seguro para a troca de feedbacks, benefícios corporativos interessantes, como possibilidade de home office, plano de previdência privada e plano de carreira.

Neste artigo, falaremos sobre o último tópico citado, explicando porque ele é relevante e o que necessário para subir os degraus que ele propõe, alcançando um patamar de excelência e obtendo, além de notoriedade perante o mercado, os recursos financeiros para a realização de sonhos, aquisição de patrimônio, etc.

Plano de carreira: o que é?

Trata-se de um programa que tem como objetivo estipular e estruturar o caminho de cada colaborador dentro de uma companhia, desde o dia em que ele é contratado.

No plano de carreira, há a atribuição das competências e metas para cada estágio da carreira de um funcionário.

Ou seja: para que ele possa subir dentro da organização, é preciso que ele cumpra determinadas tarefas, prove-se capacitado para assumir funções e ter responsabilidade a mais e, claro, mostre-se comprometido com a sua vida profissional.

O plano de carreira é formulado com o objetivo de atrair talentos de excelência, mas isso não é tudo. Ele é, antes de qualquer coisa, uma ferramenta para a diminuição do turnover e para a fidelização de funcionários.

Ele não deve, porém, apenas “esperar” do funcionário. Ele deve permitir e incentivar o seu desenvolvimento, proporcionando um ambiente seguro, capacitação profissional e feedbacks frequentes.

Um plano de carreira, por fim, ensina ao funcionário quais devem ser os passos para que ele chegue ao ponto em que deseja de sua carreira e quanto tempo será necessário até que ele alcance a posição desejada. De um ponto a outro, podem ser necessários vários anos de entrega, reciprocidade e qualidade de serviço.

Tipos de plano de carreira

Algumas organizações têm o que chamamos de plano de carreira em Y. Nesse caso, o funcionário que está em uma função específica deve escolher se prefere seguir a carreira de especialista ou a de gestor.

Há setores, como tecnologia ou engenharia, em que a carreira de especialista é a opção mais escolhida. Como se pode ver, trata-se de conhecer as especificidades do nicho do qual você faz parte e entender, a partir daí, qual é o caminho e o objetivo que mais dialogam com as suas perspectivas profissionais e de futuro.

No plano de carreira em W, o profissional pode ser especialista, gestor ou gestor de projetos. É, como podemos ver, um modelo que faz mais sentido em setores específicos, como o de tecnologia.

Empresas em expansão: como entender o plano de carreira nesse caso?

Não é incomum que empresas que estão em processo de crescimento não tenham um plano de carreira consolidado. Isso se explica, uma vez que elas estão ainda “testando as águas” do mercado, ou seja, descobrindo por onde devem ir para crescer em número de funcionários e em entrega.

Em circunstâncias do gênero, o que deve fazer o colaborador? Primeiro, estar ciente de que tudo pode acontecer, já que estamos diante de um quadro de incerteza. Se a empresa tem crescido depressa, porém, podemos estar diante de uma fantástica oportunidade de galgar novos estágios da vida profissional.

Isso acontece porque os funcionários que estão há mais tempo dentro de uma empresa em expansão têm maior possibilidade de chamarem a atenção dos líderes e gestores da companhia, especialmente se têm entregado trabalho de excelência e boa consistência desde o início.

Portanto, percebemos que, em casos do gênero, o esforço para subir os degraus dentro da companhia vêm primeiro do funcionário, que passa a ser visto com bons olhos e, assim, aumenta a sua chance de subir em responsabilidades e importância na empresa.

E ai o que achou de nosso texto sobre plano de carreira?

Plano de carreira