Passos para montar um escritório de advocacia de sucesso

Após a decisão de buscar um empreendimento jurídico, a questão permanece: como abrir um escritório? Isso é algo que diversas faculdades não costumam ensinar aos seus alunos. Diversos alunos saem da faculdade sem entender os devidos elementos mais simples dentro da área de gestão.

Mas vamos lá, neste artigo vamos lhe ajudar nessa tarefa e te mostrar o que é preciso para abrir um escritório de advocacia.

Primeiro, é claro que você precisa qualificar e formalizar a OAB. Quanto ao investimento inicial, esse é outro tópico importante e já posso dizer que isso vai variar de acordo com os equipamentos que serão adquiridos, com os tamanhos do escritório, as áreas de atuação, a localização e diversos outros fatores que poderiam ser outro tópico.

Neste artigo, queremos lhe mostrar quais serão os principais passos que você deverá seguir para iniciar dentro do seu escritório de advocacia, além de outras dicas que tendem a ser muito importantes dentro da carreira. Além dessas dicas, indicamos que você também faça um Curso Online da área da gestão financeira.

1. Saiba qual será a sua área

Em qual área dentro da área do direito que você pretende trabalhar? Você já pensou sobre isso?

Essa decisão é muito importante e envolverá detalhar a próxima decisão sobre o seu negócio. Esta definição é básica. Certifique-se de entender todas as suas opções: Pesquise e entenda melhor cada área do direito sempre antes de tomar qualquer decisão.

2. Análise do mercado atual

Muitas pessoas decidem fazer isso primeiro: analisar o mercado primeiro e depois se encaixar nas áreas que são mais benéficas no momento.

Acontece que as áreas que são mais benéficas hoje podem mudar e não serão tão lucrativas ou férteis amanhã. Então você poderá ficar preso dentro de um ramo que você não gostaria de trabalhar. Mas lembre-se, não há mercado saturado legalmente. Falta de mercados organizados e com mau funcionamento.

Depois de definir seu campo, análise sempre qual será o mercado para entender e considerar o impacto dentro da oferta e da demanda de seus serviços jurídicos. Isso porque o direito é um serviço, então é melhor pensar nisso e saber claramente que seu preço e renda serão determinados totalmente pela demanda.

3. Escolha se quer trabalhar sozinho ou em grupo

Sempre antes de iniciar um escritório de advocacia, você deve considerar se planeja trabalhar sozinho ou em parceria. Essa definição é muito importante no momento em que você deseja abrir um escritório, pois determinará qual estratégia será utilizada e quais investimentos serão necessários.

Se você quer fazer negócios como parceiro, escolha bem seus parceiros: muitos escritórios vão à falência ou fecham por falta de coordenação e contato entre os parceiros.

4. Elaboração do acordo entre os parceiros

Para quem decide formar um escritório de advocacia em parceria, é fundamental elaborar um contrato que defina claramente os privilégios, direitos e responsabilidades de cada pessoa.

Assim, é importante que o documento inclua algumas questões importantes como, por exemplo, a remuneração dos sócios, as etapas de deslistagem de um dos membros da sociedade, o paradeiro dos bens, etc.

Isso é fundamental para dar às empresas maior transparência e segurança, além de evitar diversos problemas e imprevistos com o grupo.

5. Planeje as finanças

Se você precisa entender de gestão para fazer na área jurídica, finanças também: você precisa ter um conceito mínimo de planejamento financeiro para não ter prejuízo ao final dos meses.

6. Decida onde montar o escritório

Diversos advogados preferem alugar uma sala ou imóvel próximo ao tribunal, mas hoje em dia, à medida que o processo se torna mais digital, não há necessidade de estar tão próximo.

Além disso, o ambiente ao redor de fóruns e tribunais costuma ser muito movimentado, dificultando a vida de clientes que, por exemplo, podem não ter onde estacionar.

Outro ponto que você deve analisar é saber se outras empresas estão próximas, assim você poderá avaliar a concorrência e obter as melhores parcerias.

7. Bons profissionais

Com um bom escritório de advocacia, será preciso contar com o apoio de uma equipe que seja altamente competente que possa dar conta das necessidades da empresa. E, para isso, é preciso ter bom senso na escolha de cada profissional que poderá ser admitido.

De advogados e estagiários associados à carteira da OAB, passando por diversos profissionais de consultoria e secretariado, as empresas devem contar com uma equipe de funcionários e colaboradores qualificados e alinhados aos objetivos da empresa.

8. Saiba o preço para abrir um escritório de advocacia

Primeiro, pense em iniciar um escritório de advocacia como um investimento – não um custo.

Se você pensar nisso como um centro de custos, é provável que esteja tentando economizar muito dinheiro, tornando o escritório pouco profissional ou não profissional. Se dinheiro é um grande problema, opte pelo modelo de home office.

9. Invista em Marketing para Atrair Leads

Sem dúvida, um investimento fundamental para o sucesso de um escritório será o marketing jurídico: você deve levar isso em consideração na hora de montar um escritório de advocacia, pois o marketing o ajudará a conquistar clientes e, consequentemente, receita.

Hoje, há diversos Cursos Online com Certificado que podem lhe ajudar a criar um site e a montar um plano de marketing digital. Assim, você conseguirá atrair cada vez mais clientes para o seu negócio.

Passos para montar um escritório de advocacia de sucesso